Suely Carvalho

Parteira Tradicional, Griô, Rezadeira, Curandeira xamânica, leitora de Aura, Mestra da Escola de Aprendizes de Parteira na Tradição, Fundadora do CAIS do Parto, Coordenadora da Rede Nacional de Parteiras Tradicionais do Brasil e Vice-presidente da ALAPAR.

Roda de Casais Grávidos

Todas às terças-feiras o CAIS do Parto atente gestantes e casais para troca de informações e orientação para a gestação saudável e o parto natural, na Rua 13 de Maio, n° 121 - Carmo, em Olinda-PE.

Doulas na Tradição

A formação de Doulas pelo CAIS do Parto/Luz tem base na ancestralidade, oralidade e espiritualidade, que é transmitida pela experiência na Tradição, tendo como objetivo formar acompanhantes de parto que possam proporcionar conforto físico, apoio emocional e holístico durante o trabalho de parto, parto e pós-parto.

Rede Nacional de Parteiras Tradicionais

A Rede Nacional de Parteiras Tradicionais foi criada em 1996, no âmbito da ONG CAIS do Parto, durante o I Encontro de Parteiras Tradicionais, em Nova Jerusalém/PE. Coordenada por Suely Carvalho reúne parteiras em torno das seguintes diretrizes: facilitar a troca de experiências, interligar as parteiras tradicionais, estimular o processo educativo e a organização de classe em associações para lutar pelo reconhecimento e regulamentação do ofício.

CAIS do Parto

Fundada em 5 de julho de 1991, com sede em Olinda/PE, a organização fundamenta-se nos Direitos Humanos, nos Direitos Reprodutivos e no desenvolvimento sustentável, atuando nas áreas de Saúde, Gênero, Cidadania, Educação, Ecologia e Cultura.

domingo, 5 de julho de 2015

Comemoração Espaço Flor de Luz Parteira na Tradição Kelly Brasil

Este mês de julho traz consigo grandes festividades, a começar por hoje, os 25 anos do C.A.I.S Do Parto!
Ao longo dos dias postaremos histórias marcantes, homenagens e incluiremos à nossa programação, na Roda de Casais Grávidos, o relato das comadres de Fortaleza.
Participe enviando seu relato.
VIVA O CAIS!

"E no CAIS o gunga badalou" Helena Tenderine e Joabe Jó compadres e Doula na Tradição.

"E no CAIS o gunga badalou"
História de 4. Quatro amores que mudam a minha vida.
Porque cada vez que nasce um filho, uma nova mãe é parida!
Quando no CAIS cheguei ainda tinha rosto de menina, apesar dos 29.
E este amor crescente que cada dia é alimentado pela sabedoria das mãos sábias das minhas mestras, me faz continuar aqui, com a vontade de aprender sempre e cada vez mais nesta tradição que me abraça.
Suely Carvalho com suas mãos fortes e seguras, acolheu meus dois primeiros filhos, Makambi, 10 anos e Malaika, 7.
Marcely Carvalho com suas pequenas mãos plenas de ancestralidade recebeu Malakai, 4 anos e Aluandê, 1anoe7meses.
Cada nascimento foi um diferente mergulho nas águas profundas e sagradas da vida. Se pudesse expressar em palavras cada parto, diria que Makambi foi um desabrochar; Malaika, superação; Malakai, um grande desafio e Aluandê, intenso.
Minhas experiências com o CAIS me ensinaram a importância do nascimento com respeito, cuidado e sabedoria.
Hoje tenho 40 anos, sou doula na tradição e descobri que este é o caminho que quero seguir.
Sou grata e honro
minha mãe Djanira
meu filho Makambi
minha filha Malaika
meu filho Malakai
meu filho Aluandê
meu pai Luis
minhas mestras e comadres Suely Carvalho, Marcely Carvalho, Marla Carvalho e Carla Maldonado
meu companheiro e pai de meus filhos Joab Jó Malungo Jundiá
minhas irmãs Sara e Anaê
e toda a minha ancestralidade
os seres de luz e encantados
Porque acredito que a vida precisa pulsar! Com amor e respeito!
— com Marcely Carvalho e outras 4 pessoas.